Cultivo de cebola com rega Pivot

Categorias: Rega pivot

cultivo de cebolaPara optimizar a produção de hortaliças, deve fazer-se uma utilização eficiente da água de rega, conhecer as características do solo, o sistema radicular das plantas e os requisitos hídricos do cultivo. A cebola possui um sistema radicular superficial e é muito sensível às mudanças de humidade no solo. O sistema de rega por aspersão através de Pivot permite uma utilização económica da água e a optimização do rendimento, dado que facilita a aplicação e aproveitamento de fertilizantes no cultivo.

O cultivo de cebola está muito alargado; a superfície total plantada no mundo ascende a mais de 2 milhões de hectares, produzindo-se mais de 33 milhões de toneladas. Grandes importadores de cebola europeus como a França e a Alemanha estão a aumentar a sua produção. Fora da Europa, a China ou a Nova Zelândia estão a aumentar a sua produtividade. Na América, os principais países produtores são: México, Equador, Jamaica e Paraguai.

No ciclo vegetativo da cebola distinguem-se quatro fases: crescimento herbáceo, formação de bolbos, repouso vegetativo e reprodução sexual. É uma planta de climas temperados, apesar de nas primeiras fases de cultivo tolerar temperaturas abaixo de zero. Prefere solos soltos, saudáveis, profundos, ricos em matéria orgânica, de consistência média e não calcários. O intervalo para repetir o cultivo no mesmo solo não deve ser inferior a três anos, e é melhor cultivar em terrenos não utilizados anteriormente para cebola.

É muito sensível ao excesso de humidade. Quando as plantas tiverem iniciado o crescimento, a humidade do solo deve manter-se acima dos 60% da água disponível nos primeiros 40 cm do solo. Recomenda-se que o solo tenha uma boa retenção de humidade nos 15-25 cm superiores. A cebola é sensível à acidez (pH óptimo: entre 6 e 6,5).

Em solos compactos, a profundidade é maior do que nos soltos, em que se realiza um trabalho de aiveca, sem ser demasiado profunda (30-35 cm). Até a sementeira ou plantação completa-se com 1 ou 2 passagens de grade de discos, seguida por uma passagem de rolo ou tábua, para conseguir um solo de estrutura fina e firme. A sementeira da cebola pode fazer-se directa ou em canteiro para posterior transplante.

Para conseguir bolbos grandes são necessárias terras bem fertilizadas, cultivando em terras adubadas do ano anterior. Mil quilogramas de cebola contêm 1,70 Kg de fósforo, 1,56 Kg de potássio e 3,36 Kg de cálcio, o que indica que é uma planta com elevadas necessidades nutricionais.

A primeira rega deve fazer-se imediatamente depois da plantação. As regas posteriores serão indispensáveis em intervalos de 15 a 20 dias. O número de regas é maior para as segundas sementeiras (vegetação na primavera ou verão), as sementeiras de fim de verão e outono desenvolvem-se no inverno e na primavera. O défice hídrico no último período da vegetação favorece a conservação do bolbo. As regas devem interromper-se de 15 a 30 dias antes da apanha.

Rendimento do cultivo de cebola em 3 frequências de rega em solo franco-argiloso e solo argiloso:

Solo franco-argiloso
Frequência rega Rdto. (kg/ha) Aumento (%)
Diária 49,540 10.9
2 dias 45,743 2.4
3-4 dias 44,679

 

Solo argiloso
Frequência rega Rdto. (kg/ha) Aumento (%)
Diária 40,200 8.5
2 dias 37,204 0.4
3-4 dias 37,031

 

A aplicação diária de rega aumenta os rendimentos no cultivo de cebola, especialmente em solos franco-arenosos, produzindo bolbos de maior tamanho. Em solos argilosos, pode regar-se cada 3-4 dias, sem afectar significativamente os rendimentos.

Deixe uma resposta