Soluções inovadoras para a rega por Pivots centrais

Categorias: Rega pivot

tecnologia de aspersão para a rega mecanizada

O valor dos Pivots centrais aumentou ainda mais, agora que as ferramentas disponíveis em forma de controlo informatizado e de tecnologia de aspersores chegaram a um novo nível. As suas aplicações também se estenderam ao âmbito da distribuição não só da água, mas de nutrientes e produtos químicos por meio da fertirrigação e da quimigação.

Os avanços na tecnologia de aspersão para a rega mecanizada têm ultrapassado muitos dos prévios obstáculos. Na actualidade pode-se aplicar água e produtos químicos com alta precisão, uniformidade e eficácia. As melhorias em eficácia e uniformidade de distribuição, assim como o controlo do escoamento demonstram os últimos grandes avanços tecnológicos.

Novos emissores de água para Pivots

As exigências de rega por Pivots centrais têm vindo a multiplicar-se, uma vez que diferentes partes do mundo têm diferentes culturas, solos, métodos de lavoura e condições climáticas, e que os recursos disponíveis em água e energia diferem em cada região. Os aspersores da série 3000 de Nelson e o I-Wob de Senninger são produtos avançados, concebidos com o fim de juntar as múltiplas opções num grupo básico de aspersores para pivots.

Optimizar a eficiência de rega

A eficiência da rega implica a capacidade de minimizar as perdas de água. Factores tais como a dispersão pelo vento ou a evaporação da água da superfície do solo e da planta afectam o nível de eficiência. Simplesmente fazer chegar a água ao solo e controlar o escoamento também incrementam a eficiência. No campo da rega mecanizada, o avanço mais significativo no que diz respeito à eficiência, foi a instalação dos aspersores em condutas, para baixo fora do vento. As condutas devem o seu êxito a produtos que distribuem a água sobre uma grande área, mesmo quando estão montados debaixo dos tirantes do pivot. Estes dispositivos giratórios funcionam a baixa pressão e apresentam uma dupla vantagem: um maior tempo de saturação e uma baixa pluviometria. Um padrão de distribuição mais completo pode duplicar o tempo de saturação dos aspersores fixos.

Porque é que o alcance é importante?

Sem aspersores que possam distribuir a água com uma pluviometria que corresponda à velocidade de infiltração no solo, a eficiência ganha com condutas e o dinheiro poupado com baixas pressões, cedo vêm a perder-se em escoamento. A taxa de aplicação de um pivot central aumenta com as maiores demandas de caudal requeridas em as extremidades do pivot. Incrementar o alcance do aspersor permite reduzir a pluviometria para a ajustar à velocidade de infiltração do solo.

Definições da pluviometria

Aspersorl, aplicação da água sobre a área a regarÉ útil entender a diferença entre pluviometria média e instantânea para escolher o tipo de boquilha e de aspersor adequado.

A taxa de aplicação média é a taxa de aplicação da água sobre a área a regar. é um valor médio que assume uma rega uniforme sobre toda o área regada. a taxa de aplicação de um Pivot central aumenta com as maiores demandas de caudal requeridas nas extremidades do pivot. De uma análise das diferentes opções de aspersores, resulta que um maior alcance proporciona uma pluviometria mais baixa.

A taxa de aplicação instantânea também é um elemento importante do desempenho de um aspersor, especialmente em solos limosos propensos à compressão. a taxa de aplicação instantânea é a intensidade máxima da pluviometria; esta e a energia cinética das gotas, são essenciais para manter uma boa taxa de infiltração ao longo da temporada. os aspersores para pivots que proporcionam uma alta taxa de aplicação instantânea com grandes gotas de alta velocidade prejudicam alguns tipos de solos. a taxa de aplicação instantânea dos aspersores do tipo de jacto fixo pode ser mais de dez vezes a média, se se medir no instante em que o jacto impacta no solo. o problema verifica-se quando a estrutura da superfície se satura e forma uma camada impermeável. a melhor condição de infiltração é manter aberta a superfície do solo e aplicar a água utilizando uma grande amplitude de aplicação.

Reduzir o escoamento

Porque é que tem de se preocupar pelo escoamento? o escoamento é um dos problemas ambientais mais delicados que existem no sector da rega, porque pode canalizar água contaminada e adubo até rios e regatos. Além disso, a erosão não constitui apenas um problema ambiental, também causa perdas de adubo e uma redução do crescimento e do rendimento da cultura. um maior escoamento reduz a eficiência da rega, incrementando as despesas de funcionamento.

Escolha a forma de rega mais ampla. uma forma de rega ampla estende o tempo de infiltração, reduzindo a taxa de aplicação média.

Utilize gotas finas para solos delicados

A energia cinética das gotas é muito importante para manter a superfície do solo permeável e uma taxa de infiltração adequada ao longo da temporada. Gotas finas, produzidas por uma pressão mais alta e pratos com propriedades de difusão superior, são mais convenientes para solos de sedimento argiloso-limoso porque conservam a integridade da estrutura do solo.

Escolha a altura de instalação adequada

Uma instalação mais alta geralmente favorece a uniformidade. Permite alargar o padrão de água, optimizar o alcance e melhorar o recobrimento. Contudo, devem evitar-se interferências estruturais. uma instalação entre a cultura também requer uma redução do espacejamento entre aspersores para compensar pelo menor alcance.

Porque é que os reguladores de pressão são importantes?

O regulador de pressão num sistema de rega por Pivot, serve para transformar uma pressão de entrada variável numa pressão de saída fixa, quaisquer que sejam as mudanças de pressão do sistema causadas por condições hidráulicas, desníveis, técnicas de bombagem, etc.

Oferecem numerosas vantagens:
1. Uniforme profundidade de rega
2. Rendimento controlado (tamanho das gotas e alcance)
3. Flexibilidade de funcionamento

Soluções eficazes para áreas adicionais

Um cano final montado sobre um pivot de 400 mts. pode eficazmente regar até aproximadamente mais 8 hectares. Utilizar um cano final não é uma alternativa desprezível se se tem em consideração a rentabilidade de cultivar esta superfície adicional. Podem utilizar-se opções de baixa pressão se não chegarem pressões altas ao final do Pivot.

Deixe uma resposta