Venda para reparar fugas

Venda para reparar fugas em todo o tipo de canos

venda para reparar fugas em canos

Apresentamos uma ligadura de fibra de vidro impregnada com uma resina de poliuretano que ao contacto com a água endurece como o aço, mesmo debaixo da água.

Com este produto conseguem-se reparações económicas e permanentes, é fácil de colocar, não só repara fugas, mas também confere uma resistência mecânica à zona reparada que muitas vezes é superior àquela que tinha originalmente. Igualmente, previne futuras corrosões que possivelmente foram a causa da fuga que acabámos de reparar.

Não é tóxico nem inflamável. É inodoro.
Pode ser usado em linhas de água potável, combustíveis, ar comprimido, gás, águas residuais… Resistente à maioria dos produtos químicos diluídos. Tem uma óptima aderência ao ferro, aço, cobre, latão, plástico, madeira, borracha, silicone, PVC, PE, fibrocimento, vidro…

É usado na indústria em geral, sector naval, oficinas de automação (silenciosos, tubos de escape, mangueiras de radiadores), conduções, irrigação, piscinas, embarcações, agricultura…

Instruções de uso

    1. Uma vez localizado o ponto de fuga, tirar a pressão da rede.
    2. Se a superfície á volta do ponto de fuga não estiver limpa, é recomendável lixar a mesma com uma lima ou um tecido de esmeril. Desta forma, a zona a reparar ficará áspera e, portanto, conseguirá uma boa aderência.
    3. Ponha as luvas com as mãos secas.
    4. Abra o envelope de alumínio e mergulhe a ligadura na água apertando-a como se fosse uma esponja durante uns segundos.
    5. A começar no ponto oposto da fuga, enrole a ligadura à volta do tubo ou mangueira ao mesmo tempo que a tensa, aplicando-a a cinco centímetros à direita e esquerda do ponto de fuga.
    6. É importante colocar a ligadura imediatamente, uma vez que a mesma começa a endurecer em poucos minutos.
    7. Uma vez tenha colocado toda a ligadura, continue a aplicar pressão sobre a mesma com as mãos, desta forma tira as possíveis bolhas que se puderem gerar.
    8. Como regra geral e para pressões até 10 Kgs/cm2, devem dar-se mais ou menos oito voltas em redor do tubo a reparar ou aproximadamente dez milímetros de espessura. Para pressões até 30 Kgs/cm2, aproximadamente vinte voltas ou vinte e cinco milímetros de espessura.

Como regra geral e para pressões até 10 Kgs/cm2, devem dar-se mais ou menos oito voltas em redor do tubo a reparar ou aproximadamente dez milímetros de espessura. Para pressões até 30 Kgs/cm2, aproximadamente vinte voltas ou vinte e cinco milímetros de espessura.

Dados técnicos da venda para reparar fugas

    • Resistência à flexão: 35N/mm2 segundo ASTM D790
    • Resistência à tensão: 20N/mm2 segundo ASTM D6382
    • Resistência à temperatura: Em serviços contínuos até 150ºC. Intermitente até 250ºC
    • Resistência à pressão: Até 10Kgs/cm2 com 10 mm de espessura, até 30 Kgs/cm2 com 25 mm. de espessura
    • Dureza: 82 Shore DE segundo ASTM D2240
    • Tempo útil de instalação: 3-5 minutos
    • Tempo de secagem: 30 minutos a 20ºC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Nós usamos cookies para proporcionar uma melhor experiência de navegação. Você pode obter mais informações aqui, Ao continuar a visitar este website, concorda implicitamente com o uso de cookies.

ACEPTAR
Aviso de cookies