Produção agrícola: rega e cultivo

Categorias: Rega por aspersão

sistema de rega por aspersão pivot central

O desenvolvimento de qualquer civilização está vinculado com o da sua agricultura. Para a desenvolver de uma forma produtiva é necessário conhecer os cultivos possíveis e rentáveis conforme a localização geográfica, o solo, o clima, etc…

As técnicas que ajudarão a tirar o maior partido do campo, os problemas que podem surgir, os melhores sistemas de produção…

Um cultivo é um agro-sistema com fins de produção. Depende do homem mantê-lo em equilíbrio para conseguir quantidade e qualidade.

O principal objectivo de uma cultura extensiva é obter grandes produções a baixo preço, e os seus principais compradores encontram-se na indústria processadora, lojas e mercados. Dá-se em locais pouco povoados com muita terra mas mão-de-obra escassa (a maquinaria realiza grande parte do trabalho). O preço da cultura extensiva é baixo no mercado, e deve compensar-se com a quantidade produzida. Nestes cultivos, as plantas ficam à mercê da natureza (clima, solo, pragas) portanto, aquilo que se semear deve ser resistente, ou tentar-se que o seja (a inserção de um gene de peixe no milho a cultivar para ficar imune ao frio é disso um exemplo). No final, a produção mede-se em quilos de produto por hectare.

Este sistema conduz ao esgotamento da fertilidade do solo, o que exige tratamentos como a rotação de cultivos e a aplicação de fertilizantes.

Existem dois tipos de culturas extensivas: a que se leva a cabo por cobertura total e a que se realiza por sulcos, conforme os requisitos da sementeira. No sistema extensivo por sulcos, durante a preparação do solo, antes de semear lavram-se sulcos na terra, dependendo de cada tipo de planta a distância entre esses sulcos e a sua grossura. No sistema de cultivo por cobertura total as plantas ocupam todo o espaço do terreno e não se fazem sulcos.

Fertirrega

A fertirrega é a inclusão de nutrientes dissolvidos na água com que se rega um cultivo. Desta forma pode assegurar-se que a planta recebe exactamente a quantidade de nutrientes de que necessita.

Sistemas de rega: rega por aspersão

Os sistemas de rega mais habituais em campos de cultivo são: rega de superfície, rega por aspersão e rega localizada.

A rega por aspersão desenvolve-se por sistemas mecanizados que permitem a aplicação da água em forma de aspersão, assegurando-se desta forma uma manipulação eficiente da água. Vantagem: pode aplicar-se de forma eficiente em solos porosos, profundos ou muito acidentados, com grande aproveitamento da água.

O Pivot Central é um Sistema de rega por aspersão totalmente eléctrico. A água e a energia são fornecidas através de um sistema de tubagens subterrâneas. Pode programar-se para regar com velocidades diferentes e não requer uma pessoa para ligar e desligar o mecanismo. Neste tipo de sistemas podem manipular-se nutrientes diluídos na água da rega (fertirrega).

Deixe uma resposta